top of page

Governador entrega 11,5 km de asfalto novo na DF-180, no Gama

O governador Ibaneis Rocha entregou, na manhã desta sexta-feira (25), a reforma da DF-180, na Ponte Alta do Gama. O trecho de 11,5 km que ganhou um novo pavimento fica entre os entroncamentos da rodovia distrital com a BR-060 e a DF-290. Foram investidos R$ 16,9 milhões pelo Governo do Distrito Federal (GDF) para beneficiar cerca de 10 mil motoristas que circulam pela via.


“O pessoal das áreas rurais tem tido uma atenção muito grande do Governo do Distrito Federal. Estamos trabalhando junto e dando qualidade de vida para essas pessoas que produzem muito na nossa região”, disse o governador Ibaneis Rocha | Foto: George Gianni/ ASCOM-CGDF


“A situação [da via] estava muito ruim. Tive a oportunidade de passar aqui em 2019, ali na área da Embrapa e, desde aquela época, eu já tratava para que fizéssemos todo o recapeamento da via. Graças a Deus, estamos podendo entregar hoje”, comemorou o chefe do Executivo.


O governador destacou que a obra, além de gerar mais mobilidade e segurança ao trânsito, propicia o desenvolvimento de uma região com característica agrícola. A área é uma das maiores em produção de alface. “O pessoal das áreas rurais tem tido uma atenção muito grande do Governo do Distrito Federal. Estamos trabalhando junto e dando qualidade de vida para essas pessoas que produzem muito na nossa região”, disse.


Contratada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF), a obra foi executada pela empresa BM Silva – Construções LTDA e contemplou a restauração e o recapeamento do pavimento das duas faixas de rolamento. Além da construção de acostamentos dos dois lados, instalação de sinalizações horizontais e verticais e quebra-molas.


“Aqui fizemos a drenagem e o pavimento novo. É uma obra que significa conforto para esses motoristas e redução de acidentes”, afirmou o presidente do DER, Fauzi Nacfur Junior. De acordo com ele, a restauração amplia a vida útil do asfalto em 10 anos.


Em 4 km dos 12 km reformados, houve ainda a restauração do pavimento, com a reciclagem de toda a estrutura da base asfáltica, e, no restante do trecho, o recapeamento da via, em que foi retirado o asfalto antigo sem mexer na base.


O trecho também passou pela modernização da iluminação pública feita pela da CEB Ipes, que instalou 392 luminárias de LED e substituiu 88 postes. Com investimento de R$ 360 mil, a melhoria faz parte do programa Luz que Protege.


“A mudança da iluminação tem um impacto mais significativo quando estamos falando de uma rodovia, que é rota para caminhões com cargas pesadas e que precisam de um tempo maior de frenagem até parar”, destacou o presidente da CEB, Edison Garcia.

O governador Ibaneis Rocha ainda lembrou que o GDF está reformando outra área da DF-180, nas proximidades de Brazlândia. São R$ 12 milhões sendo investidos para um trecho de 7,6 km em um entroncamento entre a BR-070 e a BR-080, chamado de Garrafão, no Incra 8. A autorização para início da obra foi dada em 18 de agosto.


Mais conforto e segurança


A recuperação do pavimento na DF-180, no Gama, garante mais mobilidade e segurança para os motoristas que passam pelo local diariamente. A rodovia é utilizada, principalmente, por moradores das regiões de Samambaia, Gama e Ponte Alta Sul, bem como quem deseja ir a outros estados sem passar pela capital federal, como Goiás e Minas Gerais.

Às margens do trecho, estão a sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Centro de Ensino Fundamental (CEF) Tamanduá, a unidade básica de saúde Ponte Alta de Baixo, além de comércios e chácaras.


“Aqui nós temos várias áreas de pesque-pague e tem a questão da agricultura familiar. Então essa obra fortalece o nosso comércio e também o turismo. Trazendo segurança, conforto, empregos e economia para a nossa cidade”, definiu a administradora regional do Gama, Joseane Feitosa.


O aposentado Manoel Veríssimo, 69 anos, contou que a via acumulava buracos e colocavam em risco a segurança dos condutores. “Antes da reforma, essa pista era o maior perigo, muito esburacada. Vivia estourando pneu de carro. Agora, a pista ficou zerada. Até as nossas chácaras foram valorizadas”, contou ele, que mora na Ponte Alta há oito anos.

A situação anterior da pista era motivo de receio para o trabalhador rural Antônio Moisés, 65, que evitava o trecho sempre que possível. “A pista tinha muito buraco, tinha até medo de passar por aqui. Agora está ótimo, os carros passam livremente”, revelou.


O pedreiro Antônio Francisco Costa, 77 anos, faz parte da associação de moradores da região e disse que a comunidade demandava a obra há décadas. “O que achávamos de parafusos soltos na estrada davam para encher sacolas. A gente lutava por isso há muitos anos e agora conseguimos. É uma obra muito importante que liga duas cidades e as áreas rurais em volta, onde tem muito escoamento de alimentos”, avaliou.


Por Agência Brasília


Confira mais fotos do evento:

0 comentário
bottom of page