top of page

Feira dos Importados de Taguatinga é reconhecida como de relevante interesse cultural, social e econômico

Projeto de lei foi sancionado pela governadora em exercício Celina Leão e publicado no DODF desta quinta-feira (4)


O ano era 1996 quando os primeiros vendedores ambulantes começaram a ocupar uma área cedida pelo Governo do Distrito Federal (GDF) para expor seus produtos. Hoje conhecido como Feira dos Importados de Taguatinga, o espaço de quase 5 mil metros quadrados foi reconhecido como de relevante interesse cultural, social e econômico do Distrito Federal por meio da lei nº 7.519, sancionada pela governadora em exercício Celina Leão.


Projeto de lei foi sancionado pela governadora em exercício Celina Leão e publicado no DODF desta quinta-feira (4) | Foto: George Gianni / Ascom - VGDF


A decisão foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal  (DODF)  desta quinta-feira (4), a partir de projeto de lei do deputado distrital Thiago Manzoni. Na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), o documento foi aprovado em primeiro e segundo turnos.


A Feira dos Importados de Taguatinga é um importante centro comercial que abriga cerca de 450 boxes e emprega diretamente cerca de 1,5 mil pessoas. O local é referência na venda de produtos eletrônicos, som automotivo e roupas e outros.


O documento prevê ainda que, a critério dos órgãos responsáveis, a Feira dos Importados de Taguatinga pode ser objeto de proteção específica, por meio de inventários, tombamento, registro ou outros procedimentos administrativos.


A feira está localizada na Área Especial nº 7, ao lado da Escola Classe 1 e do Hospital São Vicente. O horário de funcionamento é das 8h às 18h, de terça a sábado, e das 8h às 15h, aos domingos.


Por: Agência Brasília

0 comentário

Comments


bottom of page