Esporte intervém a favor de jogadoras vítimas de golpe



Após mediação da Secretaria de Esporte e Lazer, as cinco jogadoras de futebol que supostamente foram vítimas de um golpe receberam ajuda do Governo do Distrito Federal (GDF) para retornarem às cidades de origem no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. Elas estavam em Brasília, sem dinheiro para hospedagem e alimentação, e alegavam ter sido convidadas por um cartola brasiliense para atuarem no Campeonato Candango Feminino, representando o time do Gama.


A Secretaria de Esporte e Lazer também enviou um representante da Pasta para averiguar as condições em que se encontravam as atletas. Além das passagens, a Pasta comprou alimentos e transferiu o grupo para um albergue, onde ficarão até a data de retorno.

“Brasília nasceu para ser referência em esporte, e não em calote. É inadmissível nossa cidade ficar conhecida por um acontecimento terrível como esse. Estamos falando de mulheres que estão em situação totalmente vulnerável, o que por si só já é um absurdo. Ainda deixar as atletas sem alimentação? A gente espera por justiça”, destacou a secretária de Esporte e Lazer, Celina Leão, sobre o ocorrido.


Texto e foto: Ascom SEL

0 comentário

© 2019 - 2020 Celina Leão - Deputada Federal. 

  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook Clean