top of page

Entrevista: “não estou no poder pelo poder, e sim por acreditar em fazer um novo DF”

Nesta terça feira (24), o Pelo Mundo DF entrevistou a parlamentar mais atuante do DF, Celina Leão (PP), Celina está em seu segundo mandato como deputada distrital e vem e vem desempenhando o seu papel de fiscalizar, legislar e representar. Tem feito oposição ao atual governo, trabalhando com responsabilidade e respeito com a máquina pública.





Durante este tempo foram mais de 300 representações e 200 pedidos de informação ao GDF, Ministério Publico, TJDF e TCDF.

Além disso, economizou mais de um milhão de reais dos cofres públicos desde o início do mandato, abrindo mão do uso da verba indenizatória, resultando em um a economia de mais de um milhão de reais aos cofres.

Confira:

Pelo Mundo: Sabemos que tem representado muito bem a população do DF, através de vários projetos de Lei e emendas parlamentares, mas nós gostaríamos de sabe qual seria a sua ação ao qual sente mais orgulho?

Celina: Tem muitos projetos que temos orgulho, mas gostaria de destacar um projeto que teve muito destaque aqui do Distrito Federal, que é o projeto do UBER, tivemos uma sessão onde o placar ficou de 12 a 12 e foi justamente o meu voto que desempatou,  foi o único estado do pais que aprovou tivemos ainda uma certa dificuldade pois um grupo de taxista pensa que votamos contra uma categoria, mas votamos em prol de uma democratização do transporte público, esse é um orgulho que tenho.

Pelo Mundo: Sabemos que também ocupa a posição de Procuradora Especial da Mulher, gostaríamos de saber sobre o que tem a dizer sobre o aumento da violência contra a mulher e também a ameaça de acabar a Casa da Mulher Brasileira.

Celina: Temos que cada vez mais conscientizar as mulheres nesta questão de denunciar, é muito preocupante pois aumentamos o numero de acesso a educação e paralelamente crescendo o número de feminicídio e violência contra a mulher, isso demonstra que ouve falha tanto do legislativo quanto do estado as leis precisar ser mais dura, e a população precisa saber a diferença entre a lei maria da penha e a agressão contra a mulher como procuradora temos tentado fazer uma interlocução

Temos um problema quanto a casa da mulher brasileira

A primeira coisa,  o local que foi escolhido errado sem acesso e muito mal localizado, e a segunda o fechamento por causa estrutural, o governo não deu nenhuma resposta, não sabemos onde sera feito o atendimento pois agressão doméstica não  espera, e estamos pressionando o governo por uma resposta, a demanda é muito grande.

Pelo Mundo: O que a Deputada tem a dizer sobre a regularização fundiária.


Celina: O problema da grilagem da terra em Brasília, é um problema muito claro,  o Estado perdeu a sua posição e o controle, como se diz dono da maior parte de terrenos do DF ele teria que ter uma oferta maior para a população de baixa renda, se o povo quiser comprar hoje ele nunca iria comprar do Estado a não ser que tenha um poder aquisitivo muito alto, nunca vimos a TERRACAP vender um lote para a classe C, D e E, é como se fosse uma empresa de elite em Brasília, se ela não é uma Agência urbanizadora então deveria oferta-la pra todos, essas áreas que tem disponibilidade ainda, que são consideradas de interesse social, isso a TERRACAP tinha que fazer a venda para as pessoas que estão dentro do critério da lista COHDAB, o estado perdendo esse espaço ai entra o grileiro que chega para o cidadão de bem e vende uma coisa que não lhe pertence, e isso tem virado algo cultural dentro de Brasília, nós precisamos de uma ação judicial em relação isso, é preciso ver a quem pertence essas terras, e também trazer uma oferta para o cidadão que quer comprar e tem condição para isso.  Sou de duas comissões que trata desse assunto aqui na câmara mas a evolução da regularização foi muito tímida, temos uma lei federal que pode evidenciar isso que foi fruto da MP 759, mas o governo ainda não operacionalizou isso, e tem causado um grande constrangimento na população do DF.

Eleições 2018

Fui convidada pelo presidente do PP e pelo deputado Roney Nemer, para nos unir nesta nova fase, e para mim é um desafio, tenho lutado pela população já a 8 anos ninguém te a coragem de enfrentar a Máquina do estado como eu tenho enfrentado esse governador que parece que vive em uma monarquia onde todos tem que acatar os seus caprichos, não estou no poder pelo poder, tenho a convicção que em uma eleição podemos ganhar ou perder, mas tenho certeza que esse é o meu momento de crescimento, quando tomamos esta decisão,  foi uma decisão corajosa por parte do nosso mandato porque tínhamos uma grande chance de reeleição, mas fomos nesse desafio de buscar este caminho, mas não me arrependo em momento algum, varias pessoas tema creditado nesse novo projeto e não gosto de ficar estagnada se estou certa ou errada, as urnas é que vão dizer.

A nossa maior estratégia para alcançar  que os eleitores indecisos é justamente fazer com que aqueles que não conhecer o nosso trabalho.

para saber mais acesse celinaleao.com.br

veja o vídeo:


Fonte: Pelo Mundo DF

0 comentário

Comentários


bottom of page