top of page

Em maior nomeação da história, Educação ganha o reforço de 3,4 mil servidores

Desde 2019, GDF convocou 11.989 profissionais, superando marca de gestões anteriores; chamamento de professores é o maior feito de uma só vez na história da capital


O ensino público do Distrito Federal ganhou o reforço de 3,4 mil servidores nesta sexta-feira (14). Em evento na praça em frente ao Palácio do Buriti, o governador Ibaneis Rocha assinou o decreto de nomeação desses profissionais que vão reforçar a estrutura educacional do Distrito Federal. A nomeação foi feita para os seguintes cargos: 3.104 professores de educação básica, 74 pedagogos orientadores educacionais e 253 gestores de política pública e gestão educacional.


Celina Leão: “É o maior número de nomeações da história do DF para uma categoria. O GDF tem investido constantemente na educação e hoje só reforçamos o nosso compromisso." | Foto: George Gianni / Ascom-VGDF


Com a posse desses servidores, a gestão do governador Ibaneis Rocha em menos de cinco anos e meio chegou a 11.989 concursados nomeados na Educação, superando os 11.430 convocados entre 2011 e 2018. O evento marcou também a maior nomeação de professores da história feita em um único chamamento.


Em menos de um ano, todas as vagas previstas no concurso, incluindo as de cadastro reserva, foram preenchidas. Os nomeados têm até 30 dias para tomar posse e mais 5 dias para entrar em exercício. No caso dos professores, eles serão distribuídos entre as mais de 800 unidades escolares da rede pública de ensino e nas 14 coordenações regionais de ensino. A prioridade será para as áreas com maior necessidade de docentes, especialmente nos anos iniciais.


Ao falar para os novos servidores da Secretaria de Educação, o governador Ibaneis Rocha destacou o robusto chamamento de servidores e o que isso representa para a população.


“Só na Educação foram quase 12 mil nomeações desde 1º de janeiro de 2019. Isso não é pouco. É o maior número de nomeações da história do DF para uma categoria. Nós teremos uma melhoria na qualidade do ensino. São professores que passaram por um concurso muito difícil, todos muito bem preparados. As nossas crianças, os nossos adolescentes merecem”, disse Ibaneis Rocha.


O chefe do Executivo também listou outras melhorias na pasta. “Temos feito um grande investimento, desde na primeira infância, com a abertura de vagas, criação do Cartão Creche, do Cartão Material Escolar. Quase todas as escolas foram reformadas e teremos mais de 50 escolas entregues à sociedade. Nós temos aí a construção de vários Centros de Educação da Primeira Infância (Cepis), o que fez diminuir também a quantidade de vagas que faltavam. O investimento tem sido constante”, finalizou.


Presente no evento a vice-governadora, Celina Leão, comemorou as nomeações e reforçou o compromisso do GDF com a educação. “É o maior número de nomeações da história do DF para uma categoria. O GDF tem investido constantemente na educação e hoje só reforçamos o nosso compromisso. Queremos garantir uma educação de qualidade para a nossa população”, frisou.


Para a secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, o chamamento terá um grande impacto para todo o sistema da área de ensino. “Uma educação pública gratuita e de qualidade precisa perpassar pela boa formação e qualificação dos seus professores e demais profissionais da educação, que por sua vez serve como alicerce para construir escolas, cidadãos e profissionais mais competentes, éticos e humanos. Com essa nomeação, o governador Ibaneis Rocha entra para a história do DF como o governador que mais nomeou, totalizando 11.989 entre magistério público e assistência à educação”, destacou.


“Essas nomeações, até 2026, vão representar um investimento de mais de R$ 1 bilhão na folha de pagamento da Educação. Isso demonstra o compromisso do governo. Cada real gasto é um investimento no futuro do Distrito Federal”, acrescentou o secretário de Economia, Ney Ferraz.


Além dos mais de 3 mil professores e pedagogos, a secretaria vai ganhar o reforço de gestores de política pública e gestão educacional nas mais diversas áreas, entre elas direito e legislação, psicologia, nutrição, tecnologia da informação e contabilidade.


Uma das aprovadas é a professora Valéria Rosa Alves, 48 anos. Após passar 15 anos trabalhando na secretaria com contratos temporários, ela comemora ser uma servidora efetiva da pasta. “Abri mão dos sonhos externos por um sonho interno. Ele é único. Abri mão de comemorações e eventos sociais, de muita coisa, mas a gente idealiza e tem que saber que o sonho é único e quando você busca você consegue. Foram 15 anos no temporário e durante um tempo achei que não seria possível. Agora, é uma sensação boa porque acaba a sensação de instabilidade. Troquei isso pela estabilidade, segurança e certeza de um emprego”, afirmou.


Por: Agência Brasília

0 comentário

Comentários


bottom of page