top of page

Deputada Celina Leão, do PP, ficou indignada com veto a absorventes gratuito a meninas pobres



A líder da bancada feminina, deputada Celina Leão, do PP, partido que sustenta hoje o governo no Congresso, ficou indignada com o veto de Bolsonaro para o dispositivo da lei que garantiria a distribuição gratuita de absorventes para meninas estudantes pobres, mulheres em situação de vulnerabilidade e presidiárias. Em sua mensagem de veto, Bolsonaro alegou não ter orçamento. “Se R$ 84 milhões for muito dinheiro para o governo não dar condições a meninas e mulheres, eu acho que o governo tem que rever os seus princípios. Repudio esse veto e peço ajuda da bancada feminina para que rapidamente a gente consiga derrubá-lo. Se você compra papel higiênico para escola, não pode comprar absorvente? Para os itens da cesta básica, você não pode incluir absorvente?”



0 comentário
bottom of page