top of page

Com Ibaneis Rocha ausente por covid, Celina Leão discursa em diplomação


Com o governador reeleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), ausente da cerimônia de diplomação por testar positivo para a covid-19, o advogado Bruno Rangel — que atua na área eleitoral para o chefe do Executivo local — recebeu o documento das mãos do presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF), Roberval Belinati, na noite desta segunda-feira (19/12).

O evento está acontecendo no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Por conta da ausência de Ibaneis, a vice-governadora eleita, Celina Leão (PP), discursou no evento. Ela afirmou que a responsabilidade de todos os eleitos, como líderes, passa pelas mãos da Justiça. Além disso, Celina destacou que, para governar bem, é preciso passar por obstáculos. "Temos um grande desafio pela frente. Estarei ao lado do governador para que o trabalho não pare", reforçou.

A progressista também deixou que Ibaneis estará de "portas abertas" no Palácio do Buriti. "Todos os que foram eleitos, independente do partido, terão as portas do Buriti abertas. O governador sempre dialogou com todos que o procuraram", frisou Celina.


A diplomação é um passo fundamental para que o eleito possa assumir o mandato. A entrega do documento atesta que o candidato está apto para exercer o cargo para o qual foi escolhido pela população e que cumpriu, exceto em casos em que ainda cabem julgamentos, todas as exigências da Justiça Eleitoral.


Momento de festa

A cerimônia teve início por volta das 19h30 e foi aberta apenas para convidados. O presidente do TRE-DF fez o discurso inicial e destacou que este foi um momento de festa. “Comemoramos a democracia brasileira. A Justiça eleitoral está realizando a diplomação dos 37 candidatos eleitos em outubro de 2022", frisou. "Desejo que os candidatos eleitos trabalhem em favor da saúde, da educação e de todos os outros setores", complementou, estimando melhoras ao governador Ibaneis Rocha.

Além de Ibaneis, representado por Bruno Rangel, também foram diplomados os outros 36 candidatos eleitos neste ano no DF, como a futura a senadora Damares Alves (Republicanos) — assim como um de seus suplentes —, além dos deputados federais e distritais.


Fonte: Correio Braziliense

0 comentário
bottom of page