top of page

Ceasa-DF terá novas instalações elétricas e site para vendas on-line​

Obra terá investimento de R$ 1,9 milhão e está em fase final de processo licitatório. Empresa trabalha em um marketplace para conectar produtores e consumidores do DF



Em visita às Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF) nesta segunda-feira (17), a governadora em exercício Celina Leão anunciou que o local terá toda a instalação elétrica reformada. A estimativa de investimento é de R$ 1,9 milhão.


A governadora em exercício Celina Leão, que visitou a Ceasa-DF na manhã desta segunda-feira acompanhada pela deputada distrital Jaqueline Silva, anunciou o investimento de cerca de R$ 1,9 milhão para a reforma de toda a instalação elétrica do local | Foto: George Gianni/VGDF


Além desta reforma, a Ceasa-DF trabalha num projeto de marketplace, o e-Ceasa, onde os produtores serão cadastrados e vão poder vender suas mercadorias na internet. Há também o plano de reforma do piso da Ceasa, ainda em fase de projeto.


Durante a visita, Celina Leão conversou com os produtores e discutiu pautas. Ela esteve acompanhada do presidente da Ceasa-DF, Bruno Sena Rodrigues, e da deputada distrital Jaqueline Silva, e falou das benfeitorias no local.


“A questão da energia, o edital de licitação será anunciado agora no dia 27. Eles precisam de uma energia mais robusta, não é uma energia simples, padrão. Então, esse investimento está sendo feito agora e fica em torno de R$ 2 milhões. Os proprietários estão fazendo uma excelente gestão e o GDF tem que apoiar também”, destacou a governadora em exercício.

Outras novidades estão sendo trabalhadas, como a criação de um marketplace, o e-Ceasa, onde os produtores serão cadastrados, rastreados e vão poder comercializar suas mercadorias na internet. “Estamos fazendo essa plataforma digital de vendas e queremos credenciar todos os produtores de Brasília e da Ride para que eles possam comercializar o que produzem e usar a Ceasa como uma forma de logística. Assim, o governo terá informações, preço dos produtos, de onde eles estão vendo, quais estão vendendo mais, quais estão em falta. É importante a Ceasa crescer e se modernizar”, detalhou o presidente da Ceasa-DF, Bruno Sena Rodrigues.


Responsável por 1/4 do abastecimento da alimentação da capital, a Ceasa-DF abriga 150 empresas atacadistas e recebe mensalmente cerca de 600 mil pessoas. Nos últimos anos, o local recebeu um investimento de R$ 22 milhões para a reabertura do Mercado do Peixe – que passa por um novo processo licitatório de ocupação – e de três novos pavilhões de comercialização.


A atual gestão também foi responsável pela volta do estacionamento gratuito, em 2019, pela construção de uma nova pista com acesso direto à Estrutural, de uma rotatória em frente à Ceasa-DF e pelo posto de brigada de incêndio e primeiros socorros.


Além das medidas já citadas, a Ceasa-DF pleiteia junto ao GDF a isenção do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), tema que será discutido com a Câmara Legislativa do DF (CLDF).


Para a presidente da Associação dos Produtores e varejistas da Ceasa-DF (Aprova), Sandra Gimenes, as novidades são bem-vindas e o espaço tende a evoluir ainda mais. “Estamos muito felizes com a questão da iluminação, é o primeiro passo para a inovação que vem por aí. Nós também vamos ter uma redução de quase 50% no preço do aluguel, a taxa de rateio foi revista, e temos essa questão da isenção do IPTU, que contamos com o apoio dos deputados distritais para aprovação e, caso seja aprovada, vai influenciar no preço final ao consumidor”, explica.


Criada em 1971, a Ceasa nasceu da necessidade de constituir um local para que os produtores do DF comercializassem seus produtos, contemplando a procura da comunidade por alimentos de qualidade a preços acessíveis, tanto no atacado, quanto no varejo.


Por Agência Brasília


0 comentário
bottom of page