top of page

Após obras na oncologia, outras áreas do HRT passam por reforma

Durante visita ao setor recém-reformado, governadora em exercício Celina Leão anunciou que o pronto-socorro e outras alas estão recebendo intervenções para melhor atender os pacientes


A governadora em exercício Celina Leão visitou, na tarde desta sexta-feira (12), o Hospital Regional de Taguatinga (HRT) para conhecer o setor de oncologia da unidade, que passou por uma reforma. Com investimento de R$ 2 milhões provenientes do Programa de Descentralização Progressiva de Ações de Saúde (Pdpas), a ala foi completamente reconstruída. Leitos, salas de acolhimento e consultórios foram ampliados.


Celina Leão: “Com o Pdpas foi reformada toda essa área de oncologia, desde a recepção aos nossos ambulatórios à sala de infusão e, principalmente, a de internação. É um sonho realizado” | Foto: George Giani/VGDF


“Essa ala é fruto daquilo que nós acreditamos, que era a descentralização dos recursos da Saúde. Começamos a descentralização tendo a certeza de que [o recurso] seria usado de forma rápida e realmente fazendo aqueles reparos necessários. Com o Pdpas foi reformada toda essa área de oncologia, desde a recepção aos nossos ambulatórios à sala de infusão e, principalmente, a de internação. É um sonho realizado”, afirmou Celina Leão.


Antes utilizado nas compras de farmácia, o Pdpas foi modificado para possibilitar o acesso rápido a recursos para aquisição de bens e resolução de problemas na área de Saúde. A mudança permitiu que o Governo do Distrito Federal (GDF) repasse R$ 74 milhões para as unidades comprarem insumos, medicamentos, equipamentos e mobiliário.


Durante a visita, a governadora aproveitou para anunciar outras intervenções no hospital, que atende diariamente na emergência uma média de 800 pessoas. Atualmente, a unidade passa por uma manutenção no pronto-socorro. A estrutura será adequada aos padrões atuais, com reforma das alas infantil, masculina, feminina e dos idosos, ambientação, pintura, substituição dos bate macas e troca da parte elétrica.


“Sabemos que as demandas são muitas. Nós teremos pronto-socorro, maternidade e todas as áreas de atendimentos reformadas. A saúde pública do Distrito Federal não para”, completou a governadora em exercício.


Ampliação do atendimento


Entregue em novembro do ano passado, o setor de oncologia passou por mudanças para aumentar a capacidade de atendimento do HRT e dar mais conforto aos pacientes e servidores.


“Estamos dando toda essa humanização e dignidade para os pacientes da oncologia, o que vem ao encontro de todo um cuidado e de uma preocupação que a governadora e o nosso governador têm em relação à saúde”, destacou a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio.


Na área de internação, o número de leitos subiu de 15 para 18. A sala de espera foi ampliada e mais banheiros foram construídos, permitindo que acompanhantes e pacientes tenham recintos distintos. A rede de gases foi reformada e o espaço ganhou novos aparelhos de ar-condicionado.


Ao lado do Hospital de Base (HBDF) e do Hospital Universitário de Brasília (HUB), o HRT é referência para o atendimento a pacientes com câncer de todo o DF e também do Entorno.


Por Agência Brasília


0 comentário

Comments


bottom of page